De Turismóloga para Desenvolvedora de Software

Conheça a história de transição de carreira da Sidenia Bezerra, formada em turismo em 2009 e que após 10 anos de carreira decidiu se tornar desenvolvedora de software


Olá mundo! Você pode se introduzir para nós?


Meu nome é Sidenia Bezerra, tenho 30 anos, e sou natural do Rio Grande do Norte, porém, vivo em São Paulo desde 2008.


Minha primeira graduação foi Turismo (2009), depois fiz um MBA em Gestão de Projetos (2012). Voltei novamente à faculdade em 2017 para cursar Gestão Empresarial (GE) pois os conhecimentos ajudariam na empresa que eu estava atuando naquele naquele período.


Nesse meio tempo descobri o interesse por tecnologia e logo após a conclusão de GE, engatei na faculdade de Análise e Desenvolvimento de Sistemas(2020).


Antes da transição de carreira para a tecnologia eu atuei alguns anos na área do Turismo e Hotelaria, posteriormente como coordenadora administrativa operacional em uma empresa multinacional do segmento indústria química.


No meu tempo livro costumo tocar violão, ler, estudar, mas meu hobby favorito é viajar!

Por que você decidiu estudar Turismo? Posteriormente, o que te fez querer mudar de carreira e por que escolheu tecnologia?

Quando cheguei do nordeste eu pensava que São Paulo não era para mim e estava meio perdida sem saber o que cursar. Então pensei em fazer Turismo assim voltaria para o RN e trabalharia na capital Natal em alguma empresa desse segmento.


Depois fui ficando por aqui, conhecendo melhor a cidade e as oportunidades, mudei de ideia e cá estou até hoje. Antes de migrar para a tecnologia eu estava infeliz no meu emprego de coordenação e diversos fatores me faziam pensar do porque não me arriscar em outra área que eu tinha curiosidade (a tecnologia).


Pesquisei sobre o mercado e vi o número de empregos e as tendências de crescimento o que me fez criar coragem para essa mudança. A redução financeira me assustava um pouco mas eu nunca fui de ter medo de tentar. Hoje penso que foi a melhor coisa que fiz! :)

Como você descobriu que era possível fazer a transição de carreira e como foi esse processo?


Numa rede social com foco em trabalho eu via muitas pessoas falando sobre a transação de carreira para a Ti e eu pensava que talvez estivesse velha para isso, que não teria oportunidades mas eu estava enganada.


Aprendi o básico de desenvolvimento de softwares na faculdade e já estava no terceiro semestre quando resolvi sair do emprego de coordenação e me arriscar na Ti.


Aproveitei o tempo livre pós rescisão e fiz vários cursos gratuitos, foquei em procurar vagas na área e me aplicar mesmo sem ter todos os requisitos e foi então quando veio o convite para estagiar na empresa que estou hoje, o que me deixou extremamente feliz. Confesso que até chorei no dia que confirmaram que fui aprovada.


Alguns me perguntavam se eu era louca de sair de um posto de coordenação para ir para um estágio e eu sempre disse que loucos são os que aceitam ser infelizes por causa de salários. Eu sempre busquei a satisfação em realizar o trabalho e não simplesmente o retorno financeiro.

Como foi o processo de conseguir o seu primeiro emprego em tecnologia?


Eu recebi o convite por uma rede social corporativa por uma analista de ti que já trabalhava na empresa. Poucos dias depois fui chamada para entrevista com a coordenação, conversei com os gestores e fui aprovada.


Admiro a empresa que estou porque além de dar oportunidade para novos profissionais eles te abraçam como filhos e tem um processo seletivo humano e simples, diferente do que estamos acostumados no mercado atual: processos longos, cansativos e desanimadores. Network me ajudou e eu tenho feito minha parte me dedicando o máximo que posso.


Para as pessoas que estão pensando em fazer a transição de carreira, quais dicas você dá a elas?


Aos que estão pensando em fazer transição de carreira eu aconselho se preparar e sim dependendo de suas responsabilidades fazer uma reserva financeira para imprevistos, estudar bastante e focar no objetivo!


Desanimar acontece as vezes mas desistir não é um bom caminho. Tenha coragem de se arriscar! A vida é só uma para você perder tempo com indecisões.


Se pensa em migrar para tech, tem muitos conteúdos gratuitos bons e o melhor, a comunidade é bastante unida! Peça ajuda e com certeza alguém te dará uma luz. Se puder entre na faculdade, faça isso, apesar de levar mais um tempo do que os cursos rápidos a facul te dará a oportunidade de poder entrar em uma empresa como estagiário, o que é um excelente começo para quem é iniciante na programação!

A dica é não deixe para amanhã e comece agora a preparação para sua transição. Tenho certeza que não ser arrependerá.

Como é seu dia a dia no trabalho hoje, e como se diferencia da sua carreira anterior?


O meu dia a dia é muito dinâmico, não há uma rotina fixa, estamos sempre aprendendo coisas novas e sendo desafiados o tempo todo.


No meu emprego anterior na área de administração aprendi muito, mas sinto que chegou um ponto que estagnei na rotina da repetição e precisava de novos ares e desafios, sentia que precisava aprender algo novo, mas sou grata ao tempo que passei lá.

Quais são seus planos para o futuro em relação a sua carreira profissional?


Para meu futouro profissional, desejo me tornar desenvolvedora full-stack. Esse é o primeiro plano, os outros vou pensando ao logo no caminho. Viver um dia de cada vez faz bem as vezes.

O dinheiro foi um fator importante para sua transição de carreira?


O dinheiro não foi um fator decisivo na transação, mas na área atual tenho possibilidade de ganhar mais que ganhava anteriormente, apesar do nível da função.

Você possui alguma mensagem a mais que não mencionamos nas perguntas? :)


Busque um propósito e seja firme nele! Foco, disciplina, perseverança e humildade farão a diferença na sua vida.



 

Gostou da entrevista e quer falar com a Sidenia? Chama ela no linkedin!


 

Deseja fazer a sua transição de carreira para tecnologia?


Conheça a Me Guia!

476 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo